segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Tortilla Espanhola com Salmão Defumado

Apesar de saber que hoje em dia é muito fácil achar tudo quanto é receita na internet, confesso que ainda curto ter livros de receita e um caderninho onde anoto aquelas especiais. Quando estivemos na Argentina, nas férias, vi um livrinho fofo no supermercado, só sobre tortillas. Olha que típico, que herança espanhola ainda cultuada! Comprei, né? E já fiquei doida pra fazer algo.

A tortilla espanhola, pra quem não sabe, é diferente daquela tortilla mexicana. A primeira é feita de batata e ovos, a segunda é uma massa fina de farinha de trigo ou milho. A que eu escolhi pra fazer ainda tinha fatias de salmão defumado por cima, tornando tudo muito mais mediterrâneo (não pelo salmão em si, mas pelo fato de ter um peixe).


É mole, mole de preparar: descasque 600 g de batatas e corte em palitos. Em uma panela com fundo largo, esquente 5 colheres (sopa) de azeite e frite as batatas aí. Na verdade, não é uma fritura de imersão, as batatas não ficarão cobertas de azeite. Você tem que mexer de vez em quando para que todas peguem uma corzinha. De qualquer forma, elas ficaram cozidas, que é o principal na receita. Quando estiverem douradinhas, retire e escorra em papel absorvente.

Em uma frigideira antiaderente, coloque 3 colheres (sopa) de azeite e refogue 1 cebola cortada em rodelas finas (no meu caso, picadas, porque não gosto do gosto) e 1/2 pimentão verde picado em cubinhos. Deixe saltear por 3 minutos. Tempere com sal e pimenta e reserve.

Em uma tigela, bata 6 ovos levemente e junte as batatas e o refogado de pimentões. Mexa bem. Esquente novamente a frigideira antiaderente, coloque mais 1 colher (sopa) de azeite e disponha a mistura de ovos, espalhando bem. Tampe e deixe cozinhar até ficar "corado" por baixo.

Para virar a tortilla, eu tenho um truque. Primeiro, deixo ela "escorrer" da frigideira para um prato grande. Depois, encaixo a frigideira novamente na tortilla, de modo que a parte ainda não dourada fique em contato com o fundo da frigideira. Então, viro o prato, como se estivesse desenformando um bolo e a tortilla cai certinho dentro da frigideira, sem despedaçar. Aí então é só deixar que o outro lado também fique tostado e servir.

Para essa, cortei a tortilla, dispus no prato de servir, arrumei a fatia de salmão defumado por cima e ainda reguei com um pouco mais de azeite. Os espanhóis são famosos por saberem comer e beber muito bem e não tenho dúvida de que a tortilla ajuda - e muito - nessa fama.

Um comentário:

  1. Tortilhas são sempre divinas, mas com salmão...Jesus que tentação. Nossa irresistível :)
    Beijooooo

    ResponderExcluir