quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

O Que Comi em Mendoza - Parte 2

O restaurante Maria Antonieta é bem famoso em Mendoza, mas só soubemos disso depois que já tínhamos ido lá. Conhecemos o lugar porque era ao lado do hotel em que ficamos hospedados e, logo na chegada, passamos em frente e Marido se encantou com o clima e a decoração, com paredes de azulejo, cozinha à vista e toalha xadrez, e quis parar para comer algo. Provou um croissant, adorou e voltamos para o jantar.


Confesso que esperava mais... De entrada, pedimos berinjelas assadas, cobertas com queijo de cabra e tomates. Pra mim, foi o melhor prato da noite - e acho bem estranho quando este não é prato principal. A casa parece ter uma inspiração francesa, mas o menu não trazia muita coisa assim. Além do mais, o menu era pequeno. Para quem, como eu, tem algumas restrições alimentares, a escolha fica comprometida.


Por falta de muita opção, escolhi o salmão acompanhado de papas fritas. Sério, isso é prato que como em qualquer lugar, inclusive mais bem feito. O salmão não era assado e sim frito e as batatas, apesar de gostosas, estavam um pouco oleosas. O molho que acompanhava parecia ser à base de maionese e não combinou em nada.


 Marido pediu um risoto de aspargos e alcachofra. Achamos super curioso o fato de eles servirem e você comer diretamente da panela. Pense numa caçarola Le Creuset chegando à sua mesa e o prato sendo retirado de você! Na verdade, ela não vem cheia, ainda bem... Ele gostou do risoto, só não achou especial.

A conta foi um pouco cara, cerca de 180, 200 reais, com os pratos, vinho e refrigerante. Mais cara do que a média dos restaurantes que fomos e o menos bom deles. Tentei achar a página do restaurante na internet, mas só encontrei essa do Facebook.

Um comentário:

  1. Sem dúvida o Azafran é melhor restaurante. Bem melhor. Mas fica o destaque para o Ma. Antonieta como um excelente café. E só isso!

    ResponderExcluir