sábado, 21 de julho de 2012

Farofa de Cebola Queimada

Na minha família, a rainha da farofa é a minha irmã. Em todo almoço ficamos pedindo para ela fazer. Não sei porquê, mas é muito boa. Talvez seja porque ela corta o bacon e a linguiça bem pequeninhos ou porque ela torra a farinha... O fato é que é boa. E que está prestes a ser desbancada por essa aqui!


Peguei a receita no Panelaterapia e, mesmo não curtindo muito cebola, testei. A Tati tem razão quando diz que todo mundo vai gostar.

Cortei uma cebola em fatias bem finas e depois em quatro, para que os pedaços não ficassem grandes (eu não ia conseguir mastigar pedações de cebola!). Levei ao fogo uma colher (sopa) generosa de manteiga e um pouco de óleo. Quando a manteiga derreteu, juntei a cebola e fiquei mexendo para que dourasse. Na verdade, esperei até que a cebola queimasse, porque este é o ponto certo da coisa. Juntei a farinha de olho, não medi, coloquei até que considerasse proporcional. Temperei com sal e pronto!

Vou me atrever a levar para o próximo churrasco na casa da minha mãe. Vamos ver se todos concordam comigo e que a minha farofa é quase tão boa quanto a da mana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário