sábado, 30 de junho de 2012

O Que Comi em Santiago - Parte 3

Fomos ao shopping numa tarde em que não havia nada aberto na cidade. O Parque Arauco é um complexo gigantesco, com todas as lojas de departamento chilenas, um andar só de coisas para casa e ao lado tem ainda um supermercado e um home center. Não havia muitas opções típicas para almoçar, então fomos de Tony Roma's, porque era novidade.


Essa rede de restaurantes é enorme e tem casas no mundo todo, mas não no Brasil, logo aproveitamos para provar. Experimentamos também a cerveja Cristal, bem famosa no Chile e eu, particularmente, gostei.


De entrada, bruschetas com um tomate que derretia na boca. Meu prato foi um salmão grelhado com batatas fritas, pimentões salteados e molho de manteiga. O curioso é que o salmão era o peixe mais barato do cardápio! Marido foi de pasta com camarões. Pela cara que ele fez enquanto comia, devia estar divino.


Mais uma vez, nada de sobremesa. Até olhamos para algumas salivando, mas eram todas gigantescas e não ia dar. Além do mais eu estava totalmente viciada no Sahne-Nuss, só pensava nisso. Como é que não vende essa delícia no Brasil?

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Almôndegas de Atum

Vi esta receita no Panelaterapia e fiz quase igual, só com menos batata. E quis chamar de almôndega de atum, porque ficou a cara das almôndegas assadas que faço.


Descasquei duas batatas pequenas e cortei em 4. Coloquei em um saco plástico, amarrei e levei ao microondas por cerca de dois minutos em potência alta. As batatas devem ficar cozidas. Coloquei-as no processador junto com 2 latas de atum já devidamente escorridas, 1/2 cebola, um pouco de alho picado, ervas finas e um fio de azeite. Processei até ficar homogêneo. Moldei bolinhas e coloquei em uma forma untada com azeite. Levei ao forno alto até dourarem, virei e deixar corar o outro lado.

Servi com salada para um jantar leve e saudável. Mas, como renderam muitas, acabamos comendo demais... E reafirmo a dica da Tati, do Panelaterapia, de cozinhar as batatas no microondas quando precisar que eles soltem pouca água ou quando perceber que elas já estão aguadas demais. Para fazer purê, fica ótimo!

quinta-feira, 28 de junho de 2012

O Que Comi em Santiago - Parte 2

Assim como em Buenos Aires, em Santiago nos hospedamos em uma espécie de apart hotel. Então, não tinhamos café da manhã incluído na diária, o que nos impelia a dar uma passada no supermercado toda noite para comprar pão ou tomar café na rua. Em um dos dias fomos ao Emporio La Rosa, famoso por seus sorvetes, mas que também serve outras coisas.


Pedi um combinado com tostadas con palta - uma pasta de abacate super consumida no Chile, mas que não tem tempero nenhum (e olha que eu acredito que o abacate nasceu para ser salgado!) -, café (este balde que você está vendo aí embaixo) e suco de laranja.


Como seria pouco para mim e Marido, escolhemos uma empanada gigante de carne e cebola e uma torta de limão para finalizar. O merengue da torta foi o melhor que já comi na vida!


Acabamos não provando os helados, fica pra próxima. De toda forma, recomendo para um lanche.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Biscoitos Amanteigados

Queria fazer um biscoito amanteigado desses que derretem na boca para acompanhar nossos cafés. Procurei várias receitas, mas achei que nenhuma delas servia, ou porque não se encaixavam exatamente no que eu queria ou porque não tinha os ingredientes.


Fiz então um mix e criei a minha:

170g de manteiga
1 xícara (chá) de amido de milho
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1/2 xícara (chá) de açúcar

Misture tudo em uma vasilha. Mexa com uma colher até que fique homogêneo. Divida em três partes. Na primeira, misture essência de baunilha; na segunda, chocolate em pó; e na terceira, coco ralado. Faça bolinhas pequenas e coloque em um fôrma, deixando um espaço entre elas. Asse em forno alto por 8 a 10 minutos. Ao retirar, os biscoitos ainda estarão moles e, portanto, quebradiços. Depois que esfria, eles endurecem e ficam perfeitos.

Na minha humilde opinião, foram os biscoitos mais gostosos que já fiz (tudo bem, não fiz muitos mesmo). Quase não dá trabalho para fazer, até as crianças podem ajudar, não precisa colocar a mão pra mexer, nem untar fôrma. Vou repetir e tentar tirar fotos melhores.

terça-feira, 26 de junho de 2012

O Que Comi em Santiago - parte 1

Estivemos em Santiago do Chile no último feriado. Tínhamos vontade de conhecer a cidade, mas não era nada endoidecedor. Apenas uma vontadezinha. Todos que já tinham ido lá nos disseram que comeram muito bem. Não fomos diferentes.


Um dos restaurantes mais conhecidos entre os brazucas é o Como Água Para Chocolate, que diz fazer "culinária afrodisíaca". Foi lá que provei o meu primeiro pisco sour. Foi paixão ao primeiro gole!


Este combinado de ceviches também entrou na história. Eu amo ceviche e já fui sabendo que devoraria vááários. Confesso que a fina fatia de abacate que veio por cima deu um toque especial e inesperado.


Este foi o meu prato: um congrio grelhado, servido sobre creme de espinafre e gratinado. Estava incrível e, segundo a garçonete, é o prato que mais sai no restaurante.


O prato do marido fez um show no salão porque era flambado no meio de todo mundo e as labaredas iam alto. É uma corvina com temperos, acompanhada do risoto da casa. Estava muito bom também.

Não houve espaço nem tempo para a sobremesa, pois tínhamos um tour marcado para visitar a casa do poeta Pablo Neruda que fica bem pertinho. Teremos que voltar para provar, porque dizem que o chocolate da casa é maravilhoso.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Cuscuz Marroquino com Frango

Aqui em casa somos super fãs de cuscuz marroquino. Quem nunca comeu, eu recomendo que prove. É uma farinha feita de semolina de trigo, que fica com a consistência de uma farofa mais grossa e molhadinha. Em alguns supermercados você encontra - eu compro na Casa Pedro, aqui no Rio. Fica na parte de farináceos e geralmente vende em caixas. Se precisar de receitas, esse que eu peguei na Cláudia Comida & Bebida é incrível!


1/4 xícara (chá) de azeite
1 peito de frango picado
2 dentes de alho amassados
1 xícara (chá) de cebolinha verde picada
2 tomates, sem sementes, picados
2 xícaras (chá) de cuscuz marroquino
2 xícaras (chá) de caldo de galinha fervente

Em uma panela grande com o azeite e o alho, refogue o frango em fogo alto até dourar um pouco. Junte a cebolinha e o tomate, tempere com um pouco de sal e pimenta e deixe apurar, mexendo de vez em quando. Acrescente o cuscuz, mexa e junte o caldo. Atenção a este momento: se o tomate e o frango tiverem soltado água e a mistura estiver molhada, imagine o quanto desta água caberia em uma xícara e coloque o caldo menos esta quantidade de água. Isso porque, se você colocar as 2 xícaras de caldo e a mistura estiver molhada, isso será muito mais umidade do que pede a receita. Apague o fogo e deixe descansar, com a panela tampada, por 5 minutos. Sirva quente.

O cuscuz pode ser um prato único, como neste caso em que já traz a proteína e algum legume. Ou pode ser servido como acompanhamento de carnes, em geral daqueles com um sabor mais forte. Se quiser outras receitas, clique no marcador cuscuz na lateral esquerda do blog.

domingo, 24 de junho de 2012

Labirintite

Duas semanas de molho, sem conseguir fazer muita coisa. É, estou com labirintite. Um saco! Tinha tonteiras, enjôos, não conseguia sair de casa... Ler e escrever então era uma dificuldade!


Bem, o pior já passou, estou tomando os remédios direitinho e, o melhor, volto ao trabalho e à cozinha. Então, mais receitinhas e posts virão! Pode vir amanhã (e depois, e depois), que vai encontrar algo!

terça-feira, 12 de junho de 2012

Dia dos Namorados

Então chegamos ao Dia dos Namorados e você ainda não comprou o presente? Não importa o motivo, seja por esquecimento, por falta de tempo ou porque ontem à noite aquele ficante te deu um presente que você não esperava e agora você precisa retribuir, aqui vão algumas sugestões.

Nada melhor para um presente de última hora do que algo de comer. Fica parecendo que você só comprou hoje porque a coisa iria estragar se houvesse antecedência. Pega bem!

Dica número 1: chocolate

Caixa de bombons Kopenhagen

Dica número 2: chocolate com segundas intenções

Kit Sexy da Cacau Show

Dica número 3: produtos da moda, como cupcakes ou macarons


Macarons da Paradis

Cupcake da Vintage Cupcakes

Bom, pode ser que o seu par esteja de dieta e não queira receber um docinho. Então sugiro um livro sobre comida (não sobre dieta, porque ele - geralmente ela - pode achar que você está ratificando que ele(a) está gordo(a)) ou bebida, depende do gosto.

Dica número 4: sobre comida

Panelinha, receitas que funcionam, da Rita Lobo

Petit Larousse do chocolate

Dica número 5: sobre bebida

1001 cervejas para beber antes de morrer

Guia de vinhos, de Manoel Beato

E por último, mas não menos importante, o presente pode não ser material, pode ser um gesto. Que tal preparar um jantar para o(a) amado(a)? Mesmo que você não saiba muito de cozinha, não custa tentar. No mínimo, faça a entrada e compre o prato principal. Mas prepare uma decoração, um clima.

Dica número 6: veja o post de anteontem com ideias de cardápio, pois tem coisas bem simples lá

Dica número 7: se for comprar comida, encomende com antecedência e arrume tudo antes dele chegar, porque não há nada mais feio do que embalagens de comida espalhadas pela cozinha; invista na apresentação dos pratos, pois, se você não sabe cozinhar, deixe ele(a) perceber que você sabe enfeitar

Dica número 8: capriche na decoração; há dicas neste, neste e neste site

No mais, é curtir o dia e passar o máximo de tempo possível ao lado do seu amor, juntinhos. Eu não vou ter problemas com isso, já que vamos passar boa parte dele dentro de um avião, na classe econômica... hehehe... Feliz dia dos namorados a todos!

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Tomate Recheado com Creme de Ervas Finas

Estes tomates são ótimos acompanhamentos para carnes. Isso porque têm um sabor suave, uma textura macia e dão um colorido ao prato. E o melhor é que não dão trabalho algum para fazer.


Lave os tomates, corte as tampas e retire as sementes, deixando-o "vazio" por dentro. Arrume-os em um pirex, espalhe azeite, sal e pimenta dentro deles. Num pote à parte, misture cream cheese ou requeijão (usei o Danúbio Zero, que acho que nem é feito de leite de tão estranho) com ervas finas ou aquelas de sua preferência. Com uma colher de chá, recheie os tomates, empurrando o recheio, para que fique totalmente cheio. Regue com azeite - tanto os tomates quanto o pirex - e leve ao forno alto por 20 minutos.

Se quiser que ele fique gratinado, coloque um pouco de queijo ralado em cima. Eu os queria assim, pois achei que ficariam fantásticos ao lado de um frango grelhado e de um arroz fresco.

Ah, eles também podem ser uma opção para o Dia dos Namorados, pois têm a cor do amor e não há o risco de passar mal...

domingo, 10 de junho de 2012

Cardápios para o Dia dos Namorados

Você, caro(a) leitor(a), que já tentou jantar fora no Dia dos Namorados, sabe bem o perrengue que é! Ainda que você tenha conseguido a proeza de reservar, saiba que sua mesa não vai estar lá pronta, vazia e você imediatamente se sentará, ainda há o que aguardar. Se não, sua situação é ainda pior: haverá uma fila quilométrica e a espera tornará um dia que era para ser romântico num momento de estresse.

Calma, há solução: cozinhe! Veja pelo lado positivo: se você não está acostumado(a) a cozinhar para o seu amor, isso já será por si só um ato romântico; se você vai para a cozinha normalmente, aproveite a oportunidade para surpreendê-lo(a) com novos sabores. E curta uma noite em casa, tranquila e agradável.


Se estiver faltando criatividade, dou abaixo três sugestões de cardápio: o iniciante, o prático e o afrodisíaco.

INICIANTE

Entrada: sopa vichyssoise
Prato principal: medalhão ao molho de vinho com batata sautée
Sobremesa: fondue de chocolate para banhar morangos e bananas
Bebida: bellini

PRÁTICO

Entrada: petisco de damasco com gorgonzola
Prato principal: canelones de abóbora (logo abaixo deste post)
Sobremesa: taça romeu e julieta
Bebida: espumante

AFRODISÍACO

Entrada: petisco de azeitona e ovo de codorna
Prato principal: massa com molho picante
Sobremesa: pavê de paçoca
Bebida: vinho
 
Espero contribuir para que a noite seja ótima, pelo menos no quesito comida. O resto é com vocês... hehehe...

sábado, 9 de junho de 2012

Canelones de Abóbora ao Molho de Ervas

Peguei esta receita no site da Nestlé. É um canelone com recheio de legume, coisa rara de se ver. Então cai muito bem para servir àquele seu amigo vegetariano. Eu, inclusive, sugeriria como prato para o jantar do Dia dos Namorados, porque é algo que você pode fazer com alguma antecedência e deixar no forno enquanto saboreia um vinho com seu gato. Além do mais, apesar de ser massa, não é assim muito pesado.


Comece pelo recheio. Descasque a abóbora (usei metade de uma daquelas redondas, não sei o peso) e corte em pedaços. Leve ao fogo uma panela com 1 colher (sopa) de manteiga e refogue a abóbora. Junte 1/2 xícara (chá) de água, tempere com sal e pimenta, tampe e deixe cozinhar. Quando a água secar e a abóbora estiver bem macia, está pronto. Amasse com um garfo para formar um purê, acerte o sal e reserve.

Cozinhe as folhas de lasanha em água fervente, com um fio de óleo e uma pitada de sal. Eu fiz quatro folhas para cada pessoa, é uma boa quantidade, num total de 12 folhas. Não deixe que fiquem muito moles, pois ainda irão ao forno.

Estique as folhas de massa em uma tábua, espalhe uma colher (sopa) bem cheia de purê de abóbora e enrole. Reserve.

Pique meia cebola bem pequenininho. Refogue-a com 1 colher (sopa) de manteiga. Quando estiverem começando a dourar, junte uma caixinha de creme de leite e mexa bem. Adicione 1/2 xícara (chá) de leite. Tempere com sal e pimenta e acrescente 2 colheres (sopa) de manjericão (usei o seco, porque era o que tinha). Misture e desligue o fogo.

Espalhe o molho no fundo de um pirex, disponha os canelones e despeje por cima o molho restante. Cubra com queijo parmesão ralado e leve ao forno até que o queijo esteja dourado.

Amanhã vou dar mais dicas sobre pratos para serem feitos no Dia dos Namorados, levando em consideração que cai num dia de semana e não podemos passar o dia na cozinha. Espero que ajude a tornar a noite mais feliz!

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Cookie Sutra

Vi no site da Época esse livrinho e achei muito adequado para tempos pré-dia-dos-namorados (apesar de, talvez, ser um conteúdo mais relacionado ao blog da querida Dani, o Ponto Rouge).


Segundo esse mesmo site, o autor "Com ajuda da esposa, inventou diversas receitas de cookies no formato de posições sexuais. Tem papai-e-mãe de chocolate, 69 de limão, frango assado de amendoim e por aí vai… O autor ensina como preparar cada uma das opções e estimula os leitores a temperar com criatividade os bonequinhos, moldando-os de acordo com suas preferências sexuais". Abaixo algumas fotos dos cookies já decorados. Repare na expressão dos bonequinhos!



Não vi o livro para vender no Brasil, mas tem na Amazon e inclusive dá pra ver algumas páginas. Se você quiser comprá-los já prontos, tem na Elo7. Fica a dica!

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Rolês de Frango e Gorgonzola ao Molho de Damasco

Feriado chegando e eu querendo usar os restinhos da geladeira para não ter que ir ao supermercado (aqui, odiamos ir ao supermercado e só voltamos lá quando tudo acabou). Tinha um resto de molho de damasco que usei para este prato, alguns filés de frango, um pedacinho de gorgonzola e cuscuz marroquino. Criatividade posta à prova, lá fui eu!


Temperei os filés com sal e pimenta e deixei descansar um pouco para pegar o tempero. Fiz uma pastinha com o pedaço de gorgonzola e uma colher (sopa) de requeijão, misturando bem com um garfo. Coloquei uma colher desta pasta sobre cada filé e enrolei como rocambole. Dispus em um pirex pequeno e levei ao forno por 20 minutos. Enquanto isso, hidratei o cuscuz e temperei com alho torrado, azeite e 1/3 de um tablete de caldo de galinha. Retirei o frango do forno, arrumei no prato e coloquei o restante que havia do molho de damasco no pirex, para misturar com o caldinho que ficou do frango. Levei ao microondas por 30 segundos, só pra aquecer. Servi sobre os filés, com o cuscuz ao lado.

Sem modéstia, o prato ficou com um quê de chique. Os sabores do gorgonzola do recheio, com o damasco do molho e o alho do cuscuz eram fortes, então nenhum se sobrepôs. Serviria num jantarzinho, com certeza, pra mostrar que eu também sei fazer o diferente!

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Coisas que Eu Nunca Terei...

Marido é arquiteto e é ele quem escolhe as coisas para a casa. Eu não reclamo, porque, se dependesse de mim, moraríamos no Palácio do Kitsch. Adoro todas essas coisas de gosto duvidoso, especialmente aquelas que parecem uma coisa, mas são outra. Essa eu amoooo!!! Mas dá uma olha nisso e me diz se não é o máximo?

Conjunto para pia com porta-detergente, esponja em formato de flor e paninho de limpeza

Espátulas de silicone em formato de guitarra

Batedor de ovos em formato de lula

Spongioli, as esponjas-ravioli

Cortador para salada igual àquelas mãos de karatê

Vai, me diz que esse último não é demais? Me diz que não é muuuito mais divertido picar as folhas assim? Nem adianta eu me empolgar, ele não vai me deixar colocar isso na cozinha... Ah, é tudo daqui.

terça-feira, 5 de junho de 2012

Guisado de Legumes e Champignon

Isso era para ter sido um estrogonofe, mas o casal aqui foi ao supermercado e comprou um monte de coisas, exceto o creme de leite. Assim, o prato acabou virando um guisado muito saboroso.


Marido quem fez. Ele fritou a carne com cebola e alho em uma panela com um fio de azeite. Depois juntou tomates picados e cenouras em rodelas, um pouco de água, sal, pimenta e deixou cozinhar até a cenoura ficar al dente. Por último, entraram os cogumelos fatiados. Para acompanhar, só um arroz branquinho e bem temperado.

Ficou muito bom, o caldo ficou grossinho, os legumes cozidos no ponto certo. Adorei!

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Keep Calm

Todo mundo já viu por aí algum desses posteres "Keep calm and...".  Pois bem, tem um site em que você cria o seu próprio, com os dizeres que melhor lhe couberem. É só escolher a sua frase, as cores e o símbolo que você quer que apareça. O meu é esse:


Essa nova mania, aliás, tem uma história bem legal. "Na primavera de 1939, quando a Inglaterra se juntou às tropas aliadas para combater a Alemanha na 2ª Guerra Mundial, o governo inglês resolveu publicar uma série de pôsteres para acalmar a população inserida naquele ambiente de pânico. Os cartazes deveriam seguir um mesmo padrão de design – duas únicas cores e uma frase impressa em fonte elegante e marcante. Além disso, todos precisariam trazer o desenho da coroa do rei George VI.

Três versões finais foram para a gráfica. A primeira dizia: Sua coragem, sua alegria e sua determinação irão nos trazer a vitória.


A segunda estampou: A liberdade está em perigo. Defenda-a com toda a sua força.


E a terceira versão, que gerou 2,5 milhões de pôsteres impressos, tinha escrito simplesmente: “Fique calmo e siga em frente”.


Os primeiros dois modelos foram distribuídos em setembro de 1939 e logo tomaram conta de janelas de estabelecimentos e vagões de trem. O terceiro foi guardado para uma situação de crise ou invasão, e acabou nunca sendo lançado. Ele permaneceu não revelado à população por 61 anos. O primeiro pôster Keep calm and carry on só caiu nas mãos do público em 2000. Ele foi encontrado em um sebo chamado Barter Books, na costa nordeste da Inglaterra. A Barter Books foi fundada em 1991 pelo casal Stuart e Mary Manley, em uma construção que antes abrigava uma antiga estação de trens, cuja estrutura ainda está preservada.

Stuart achou o pôster original no meio de livros empoeirados, que tinham sido comprados em um leilão. Mary o enquadrou e pendurou na parede da livraria. Como o cartaz ficou popular entre os clientes, um ano depois, eles começaram a vender cópias" (retirado de http://guiadoscuriosos.com.br/blog/2012/03/13/keep-calm-and-carry-on-a-historia-por-tras-da-febre/).

Não é legal? E, segundo a minha teoria, prova que o momento de crise é agora, quando todo mundo está precisando mesmo é manter a calma. O dizer atingiu o seu objetivo!

O site permite resolução maior, boa para imprimir, mas já dá pra compartilhar por aí qual é o seu modelo, o que te ajuda a manter a calma. Eu já ando pensando em fazer um Keep Calm and Drink Vodka!

domingo, 3 de junho de 2012

Cupcake de Coco e Doce de Leite

Há tempos não fazia cupcakes. É o único bolo que dá certo comigo, se eu fizer no tabuleiro, sola. Sem contar que eles são muito bonitinhos e na medida pra cada pessoa. Esses são bem fáceis de fazer e super gostosos, diria até que estão no meu top 3!


Usei:

200g de manteiga em temperatura ambiente
1 1/3 xícara (chá) de açúcar
2 ovos
1 garrafa pequena de leite de coco
1/2 colher (chá) de sal
3/4 xícara (chá) de coco ralado seco
1 3/4 xícara (chá) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
300g de doce de leite pastoso (quanto mais durinho, melhor)

Preparei assim:

Na vasilha da batedeira, coloquei a manteiga e o açúcar e bati até virar um creme uniforme. Juntei os ovos, um a um, sempre batendo entre as adições. Desliguei, adicionei o sal, 1/2 xícara (chá) do coco ralado e 3/4 xícara (chá) de farinha de trigo. Voltei a bater e, sem parar, juntei o leite de coco e o restante da farinha. Retirei da batedeira, adicionei o fermento e mexi bem. Despejei nas forminhas de cupcake, que já estavam dentro de formas de silicone, e levei para assar no forno médio por 30 minutos.

Retirei do forno, deixei esfriar, cobri com o doce de leite e polvilhei o restante do coco ralado.

Rendeu 15 cupcakes. Marido disse que foram os melhores que ele já comeu. Confesso, a massa é maravilhosa mesmo. Eu preciso me aprimorar é na cobertura, para fazer aqueles cupcakes com o doce lá no alto. Não tenho ideia de como se faz para a cobertura ficar durinha e não cair, mas vou pesquisar...

sábado, 2 de junho de 2012

Pizza de Frigideira II

O post tem o algarismo II no título porque já rolou um post com a pizza de frigideira aqui. Ela frequenta a casa sempre, mas como eu já tinha colocado no blog uma vez, não quis repetir. Só que essas ficaram tão lindas...


Pra quem não conhece o produto, pode comprar com fé. Tem a comum e a integral, já provamos as duas, ambas são boas. Desta vez fizemos da comum porque era o que tinha no supermercado. O esquema é: massa na frigideira, espalha molho de tomate, mussarela, coloca a cobertura que quiser, tampa e deixa 3 minutos. O queijo já derreteu e está pronta.

Marido fez de tomate com orégano, de alho (aquele torrado) e de tomate seco com rúcula. Morri com esta última! Quero mais e mais!

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Salada Mix de Cenoura

Sobrou peito de peru dessa receita aqui, tinha batata palha fresquinha em casa, então resolvi inventar um saladão. Marido ralou a cenoura no processador novo (chique...) e eu fiz a mistura.


Coloquei peito de peru desfiado, tomate seco picado, queijo gorgonzola picado, além da cenoura e da batata palha, claro. Para temperar, uma colher de mostarda, maionese e creme de leite. Mexi bem e servi com alface, para dar um verdinho.

Comemos como prato único, porque já era tarde da noite, mas pode ser acompanhamento também. E podem variar os ingredientes. Vai da sua criatividade - ou da sua geladeira.