segunda-feira, 5 de março de 2012

Pavê de Pêssego

Se o liquidificador novinho que eu ganhei da minha mãe não tivesse queimado na primeira vez em que foi usado, este pavê não estaria aqui. Porque a minha ideia inicial era fazer uma mousse, mas, sem o dito cujo, ia ser difícil transformar os pêssegos com o leite condensado em um creme homogêneo.


Então, fiz assim: abri a lata de pêssegos em calda e separei a fruta da calda, reservando ambas. Molhei os biscoitos champagne na calda e arrumei em um pirex. Piquei os pêssegos em pedaços pequenos (vale por uma sessão de terapia) e despejei sobre os biscoitos. Fiz um creme com uma lata de leite condensado, 1 xícara e meia de leite, 1 colher e meia de amido de milho e 3 gemas e levei ao fogo médio até engrossar. Espalhei por cima dos pêssegos. Cobri com papel filme e levei à geladeira por 4 horas. Servi e repeti!

É óbvio que não gostei de ficar sem liquidificador, mas não me arrependi nem um pouco de ter feito esse pavê incrível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário