quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Arroz de Carreteiro

Isso é o que eu chamo de consciência ecológica. Fizemos o reaproveitamento da comida do Chapéu de Couro, restaurante do qual falei no post abaixo. Do gigantesco prato que pedimos, sobrou carne de sol e aipim. Muita! Não ia deixar eles jogarem fora! Pedi que embalassem pra viagem, pelo custo de 1 real a mais na conta, e tivemos um jantar incrível no dia seguinte.


Piquei cebola e a carne. Marido refogou a cebola em óleo até que ficasse transparente, juntou a carne e fritou um pouco. Adicionou arroz lavado, um tiquinho de sal, água e tampou. Enquanto isso, esquentei bem um panela com óleo e "refritei" os pedaços de mandioca. Quando o arroz cozinhou, mas ainda ficou levemente úmido, servimos.

Arre égua! Ficou um prato danado de bom!

Nenhum comentário:

Postar um comentário