quarta-feira, 30 de junho de 2010

Miniquiches de Abobrinha

Comprei essas forminhas de miniquiche e estava maluca para estreá-las. Uma abobrinha dando mole na geladeira e lá fui eu.
Busquei essa receita no site da Nestlé e, melhor ainda, vi que poderia ser congelada sem problemas. Ou seja, podia agora e comer depois.

A receita é essa:

Massa

1 xícara e meia (chá) de farinha de trigo

2 colheres (sopa) de manteiga
meia lata de creme de leite
1 colher (chá) de fermento químico em pó
1 colher (chá) de Fondor


Recheio

2 abobrinhas grandes
3 ovos
meia lata de creme de leite
1 colher (sopa) de farinha de trigo

meia colher (sopa) de Fondor
1 xícara (chá) de queijo prato ralado
1 colher (sopa) de queijo parmesão ralado


Modo de Preparo

Peneire a farinha em um recipiente, faça uma cova no centro e coloque aí a manteiga, o creme de leite, o fermento e o fondor. Vá amassando suavemente até obter uma massa lisa, que não grude nas mãos. Deixe descansar por 30 minutos. Forre o fundo e as laterais das forminhas, apertando com os dedos e formando uma borda. Fure o fundo da massa com um garfo e leve ao forno médio (180ºC) para assar por cerca de 15 minutos. Enquanto isso, prepare o recheio. Raspe um pouco a casca das abobrinhas e rale-as no ralo grosso, em uma tigela. Junte às abobrinhas raladas, os ovos, os queijos, o creme de leite, a farinha de trigo e o fondor. Despeje sobre o fundo da massa pré assada e leve ao forno médio (180º C) por mais cerca de 1 hora, ou até que a superfície esteja dourada. Sirva bem quente.

Congele as tortinhas inteiras. Coloque-as em um recipiente adequado, para evitar que a quiche se quebre. Tampe, retire o ar e leve ao freezer ou duplex por até 3 meses. Para descongelar, deixe a torta em temperatura ambiente por cerca de 2 horas e aqueça em forno baixo (150°C) por cerca de 30 minutos.

Ficaram muito bonitinhas as minhas quiches. Agora vou usar essa técnica para tudo o que estiver se estragando na geladeira e eu não puder usar naquele momento, tipo queijo branco, legumes etc. Faço uma quiche e congelo para as horas de necessidade.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Creme de Limão e Nutella

Busquei essa receita no Rainhas do Lar e, pelos comentários, ela era um tipo de "arrasa-quarteirões". Como eu já tinha feito um brigadeiro com nutella no copinho e todos gostaram, me animei a fazer esta também.


Não usei as mesmas quantidades da receita, porque fiz um número menor de copinhos (20). Meus ingredientes foram:

1 copo pequeno de nutella
3 latas de creme de leite
1 lata de leite condensado
4 limões

Numa panela, coloque a nutella e metade de uma lata de creme de leite. Leve ao fogo baixo até virar um creme e distrubua nos copinhos. No liquidificador, coloque o leite condensado e as 2 latas e meia de creme de leite. Bata até misturar bem e vá juntando o suco dos limões. Distribua o creme nos copinhos, decore com raspas de limão e leve à geladeira de um dia para o outro.

No meu caso, sobrou creme de limão. Da próxima vez, vou usar 1/2 ou 1 lata de creme de leite a menos. Mas, ó, os comentários estavam certos: o troço é bom demais.

sábado, 26 de junho de 2010

Wraps

A idéia é que eles fossem verdes e amarelos e que fosse possível comer de uma bocada só. Assim surgiram os wraps de espinafre e os de milho.


O ideal seria fazer com pão folha, mas estava em falta, então fiz com pão sírio mesmo. No caso do pão sírio, você precisa abrí-lo com cuidado, para não quebrar. Espalha-se por eles a pasta e o que mais você quiser e enrola-se com cuidado.

Para estes, usei meia ricota para cada uma das pastas. Na de espinafre, lavei e piquei um maço de folhas e depois levei ao fogo com uma colher (sopa) de manteiga para murchar. Coloquei no processador a ricota, o espinafre, sal e pimenta e triturei até virar uma pasta. Não foi preciso colocar mais nada, porque o caldinho do espinafre deu a textura certa.

No de milho, usei a outra metade da ricota, 1 lata de milho verde e menos de meia caixa de creme de leite. Coloquei tudo no processador e bati. Fui colocando creme de leite à medida da necessidade. Temperei com um dedinho de curry, para ficar mais amarelo ainda.

Após enrolados, cortei em fatias e arrumei nos pratos. Deu um colorido bacana, né?

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Menu para a Copa do Mundo

Assistir aos jogos do Brasil na Copa é sempre um momento tenso. Isso, por si só, já nos faria querer comer alguma coisa, para tirar a ansiedade. A Copa de 2010, ainda por cima, fez com que os jogos passassem para nós em horários de almoço ou de lanche. Ou seja, a comida virou essencial!
Aqui, resolvemos apostar nos petiscos verdes e amarelos. Na mesa, havia azeitonas recheadas, batata Ruffles, bruschetta de pão de manjericão e queijo prato (que não saiu nas fotos), palitinhos de queijo e pimentão (que também não saíram nas fotos), wrap de espinafre e wrap de milho, muffins de fubá e copinho de nutella com limão, cuja receita foi retirada daqui. De intruso, um antepasto de berinjela que estava pegando gosto na geladeira e amendoins japonês (Marido a-do-ra!).

Tudo foi devidamente devorado antes, durante e depois do jogo e pediu como acompanhamento muita cerveja gelada, drinks inventados por pessoas já não tão sóbrias e risadas mil.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Frango à Parmegiana Light

Adoro coisas à parmegiana! Não gosto é das calorias que vêm junto com elas. Assim, faço o meu frango à parmegiana sem empanar e fritar o filé de frango, o que reduz o valor calórico pela metade.


Eu grelho os filés, temperados ao meu gosto. Depois coloco em um pirex, cubro com molho de tomate e espalho queijo prato ralado por cima. Levo ao forno por uns 15 minutinhos e já está pronto. Fica bem gostoso serví-lo com arroz branco e salada verde.

Pratos rápidos para pessoas ocupadas!

domingo, 20 de junho de 2010

Polpetone

Dia desses, Marido e eu estávamos vendo o programa do Olivier Anquier na televisão. Adoramos o programa: Marido porque o Olivier cozinha muito rápido e sem muita medida; eu, porque ele é um gato! O Olivier fez essa receita. Marido ficou doido e a reproduziu na primeira oportunidade.


Ele usou, para 4 polpetones, 500g de carne moída, 1 cebola picada, 1 colher (sopa) de alho picado, 4 colheres (sopa) de cheiro verde, sal e pimenta a gosto. Misturou tudo até dar uma boa liga. Aí ele somou pedacinhos de queijo amarelo e moldou em formato de hambúrgueres gordos. Depois, passou na farinha de trigo e fritou em uma frigideira com manteiga e um pouquinho de azeite (para a manteiga não ficar escura).

Ficou tostado por fora e ao ponto por dentro. Ele serviu com salada e molho de mostarda... Um almoço nota 10!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Flan de Maracujá

Olha que delícia esse flan cheio de furinhos! Não é mousse, é flan, fica durinho e dá pra desenformar!



Bati no liquidificador 5 maracujás grandes com meia xícara (chá) de água. Coei e reservei. Em um prato de sobremesa, despejei um pacote de gelatina em pó sem sabor e hidratei-a com 5 colheres (sopa) de água fria. Levei ao microondas por 15 segundos. Coloquei uma lata de creme de leite no copo do liquidificador e por cima joguei a gelatina. Bati um pouco para misturar bem. Adicionei uma lata de leite condensado e o suco de maracujá, voltei a bater, dessa vez um pouco mais, e estava pronto. Enchi forminhas de silicone com o flan e levei à geladeira. Quando endureceu, tava bom!

A receita rende bem. Eu enchi 12 forminhas de silicone, 4 ramequins e 2 formas de coração.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Quiche de Alho-Poró

Essa quiche é muito boa, porque é rápida, prática e fica melhor ainda no dia seguinte!


1 pacote de biscoito água e sal
100g de margarina em temperatura ambiente
1 colher (sopa) de azeite
2 talos de alho-poró
1 caixinha de creme de leite
2 ovos

Corte o alho-poró em fatias finas e reserve. Bata o biscoito no liquidificador e misture com a margarina até virar uma massa. Forre o fundo e as laterais de uma forma de, mais ou menos, 25cm de diâmetro. Em uma panela, aqueça o azeite e refogue o alho-poró por cerca de 5 minutos. Misture o creme de leite e reserve. Bata os ovos na batedeira até dobrarem de volume e incorpore-os ao recheio. Despeje sobre a massa e leve ao forno médio, pré-aquecido, por 30 minutos.

Perfeita para acompanhar uma salada e para servir como prato a um amigo vegetariano.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Tequila Sunrise

Em primeiro lugar, queria pedir desculpas a todos por ter abandonado o blog nos últimos dias. Não foi falta de apego, não. Foram muitos eventos que me ocuparam o tempo: jogo da Copa, uma amiga precisando de ajuda, prova de vestibular, mãe operando e muito mais. Mas tô de volta e vou colocar as postagens em dia.

Bem, sabe esse drink que aparece na foto aí debaixo? O nome dele é Tequila Sunrise e é muito, muito gostoso. Fazê-lo é bem simples: num copo grande você coloca duas ou três pedras de gelo, uma parte de tequila, três de suco de laranja e um fio de xarope de groselha (ou de romã, como seria o correto). Está pronto!

Não fica forte e a cor é linda, ótimo para nós, mulheres.

sábado, 12 de junho de 2010

Dia dos Namorados

Bom, eu sei que o dia dos namorados é hoje, mas, uma vez que minha irmã marcou a festa junina na casa dela para hoje à noite e durante o dia estaremos passeando de barco, fiz o nosso jantar romântico ontem à noite (só porque não podia perder a oportunidade).
O cardápio teve de entrada antepasto de berinjela com torradinhas em formato de coração, quiche de alho-poró e salada como prato principal e a sobremesa foi flan de maracujá - porque, em outras línguas, o maracujá se chama "fruit de la passion" (adequado, né?). Para beber, tequila sunrise, drink com um visual incrível.
.
Na mesa, flores, velas e a melhor companhia do mundo!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Guarnição à Francesa

Adoro guarnição à francesa, mas acabo não comendo na rua porque é a festa da cebola e eu não sou muito fã dela. Por isso, resolvi fazer uma em casa, só pra matar a vontade de comer. E como acho que essa guarnição é boa com carne, teve também um bife grelhado com bastante alho.


Piquei um pouco de cebola e refoguei na manteiga. Juntei o peito de peru e as ervilhas, temperei, apaguei o fogo e juntei a batata palha. Tá pronto, é só servir.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Bacalhau à Brás

Dia desses, fiz uma sopa especialmente para Marido e ele comeu à beça no futebol e nem ligou pra ela. Para me recompensar, ele fez esse bacalhau, que tínhamos comido em Lisboa e adorado.


A receita é simples: como já compramos o bacalhau desfiado, foi só dessalgá-lo e refogá-lo em bastante cebola picada e azeite. Depois de temperado, juntam-se os ovos e mexe-se bem para incorporá-los. Aí, é só adicionar a batata palha e muita cebolinha picada.

Acaba rendendo por conta dos ovos e é bom servir só com um arrozinho ou com pão. Hummmm...

domingo, 6 de junho de 2010

Da Série Produtos que Recomendo

Sabe quando você tá procurando novidades na prateleira do supermercado? Não é bom? Não é melhor ainda quando você encontra uma coisa que parece incrível? E quando ela se revela fantástica?
Tudo isso aconteceu comigo e este bolo de caixinha. Bati o olho nele no supermercado e já fiquei com água na boca. Comprei, meio receosa, porque já solei alguns bolos de caixinha. Não quis fazer porque estava com medo de estragar mais um. Aproveitei então a visita de uma amiga do marido que é doida por chocolate e ela fez o bolo pra gente. Achei o modo de preparo meio diferente, pois você coloca na forma a massa crua e a calda por cima e leva os dois para o forno ao mesmo tempo. Mas olha pra foto dele e imagina a gostosura:


É exatamente como você está pensando. Fica um bolo com a calda entremeada, meio petit gateau mesmo. Tem textura e sabor de bolo, não fica com gosto de cru e nem é doce demais. Perfeito para ser servido com uma bola de sorvete de creme.

Fica como dica de sobremesa para o dia dos namorados, já que o trabalho é quase zero e o sabor é d-e-m-a-i-s. Caso sobre, você pode guardar para o dia seguinte. Na hora de servir, 30 segundinhos no microondas fazem ele ficar delicioso novamente.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Sopa de Ervilha

Muita gente faz creme de ervilha. É um prato bem comum no inverno. Eu, particularmente, não gosto. Me recuso a bater tudo no liquidificador porque gosto de sentir os pedacinhos...


Então, faço assim: numa panela quente, coloco os pedaços de bacon e mexo para que eles fritem na própria gordura. Depois, junto alho picado e as ervilhas já escorridas e lavadas. Adiciono um tablete de caldo de carne e bastante água fervente. Misturo e deixo cozinhar em fogo baixo. É importante mexer sempre para que não grude no fundo. As ervilhas vão cozinhar e formar um creme, mas não se deve deixá-las dissolver. Quando estiverem cozidas e a sopa, cremosa, é só servir com um fio de azeite.

É sopa e também tem o que mastigar. E nem preciso dizer que tem sustância, né?

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Pimentão Recheado

Minha irmã tem, na casa dela, uma horta linda. Como os pimentões estavam muito carregados, ela generosamente me deu alguns. Dá pra perceber que eles não são como aqueles pimentões grandões que compramos nos supermercados, afinal são orgânicos. Porém, são muito mais saborosos e digestos.


Aqui em casa, nós congelamos a carne moída já pronta, porque isso facilita na hora de preparar o jantar. Assim, o trabalho que tive foi lavar, abrir e tirar as sementes dos pimentões, levar a carne a uma panela para esquentar e adicionar tomates picados e um pouco de molho de tomate. Num pirex, espalhei um fio de azeite e fui dispondo os pimentões recheados com a carne moída. Na falta de queijo ralado, salpiquei um pouco de farinha de rosca por cima e levei ao forno.

Acompanhou um arroz ao alho e foi um jantar delicioso!!! Obrigada, irmã!!!