sábado, 31 de outubro de 2009

Culinária Argentina

Essa história de que há uma grande rixa entre brasileiros e argentinos é, na minha opinião, uma grande bobagem. Pelo que percebo, os brasileiros adoram ir à Argentina, especialmente Buenos Aires e Bariloche, para curtir o frio, ver uma paisagem, digamos, mais européia e comprar. E os argentinos, por sua vez, adoram vir ao Brasil, especialmente Santa Catarina, para curtir uma praia, tomar cerveja e badalar. Logo, é melhor admitir que adoramos os hermanos!

Eu gosto bastante dos pratos típicos. Tirando a parrillada, porque tem partes menos interessantes do boi. Mas me acabo no resto. Nas fotos, temos empanada de carne, uma espécie de pastel de forno, porém com uma massa mais leve e o recheio mais molhado; Milanesa com papas fritas, um bife empanado coberto com queijo e servido com essas deliciosas batatas fritas; na foto maior, o meu predileto: medialuna - um croissant levemente doce - com doce de leite (o melhor do mundo!!!) e café com leite; papas fritas cobertas com queijo - é impressionante como as batatas fritas argentinas são deliciosas, crocantes e sequinhas; alfajor, que são dois biscoitos unidos por uma generosa camada de doce de leite e cobertos com chocolate - há outras versões, mas este é o clássico.

Fotos do show de tango com jantar: ravióli recheado com abóbora e mussarela e molho de funghi; medalhão de frango recheado com presunto e queijo, acompanhado por purê de batata, legumes grelhados e molho de mostarda; pêra marinada no vinho com sorvete de limão e farofa de nozes; e o tradicional brownie com sorvete de creme.

Comidinhas e passeios pra ninguém botar defeito. Deixou saudade...

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Comida de Marido

Pra mim, uma pessoa que tem dois empregos, faz duas faculdades e ainda uma pós-graduação, chegar em casa e encontrar um pratinho pronto, me esperando, é quase a visão do paraíso.
.
.
Dia desses, marido fez a sua especialidade: churrasco. É claro que não foi nada grandioso, apenas umas linguiças de frango no nosso espetacular grill George Foreman. A salada era congelada, daquelas que você só precisa cozinhar em água fervente e temperar. Mas, do fundo do coração, não poderia haver comida melhor!
.
Ter um marido que vai pra cozinha não é muito glamour?

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Creme de Milho

A geladeira era um deserto. No congelador, só um pote com alguns filés de frango e outro com milho. No armário, havia leite em pó e um resto de farinha de trigo. Assim surgiu o nosso jantar.
.

1/2 cebola picada
3 colheres (sopa) de manteiga
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1 lata de milho verde
2 xícaras (chá) de leite
sal e pimenta branca a gosto
.
Misture a cebola e a manteiga num refratário. Aqueça no microondas, em potência alta, por 3 minutos. Junte a farinha, misture e leve de volta ao forno, ainda em potência alta, por 1 minuto, mexendo na metade do tempo. Acrescente o milho e o leite e deixe em potência alta por mais 5 minutos ou até engrossar ligeiramente (não se preocupe se parecer que não vai engrossar; isso só acontece mesmo no finalzinho do tempo). Retire do microondas, tempere com o sal e a pimenta, mexa bem e sirva. Se quiser, polvilhe queijo parmesão ralado por cima.

Isso se chama cozinhar na dificuldade!!!

sábado, 24 de outubro de 2009

Suflê de Cenoura

Essa receita pode ser feita com cenoura ou qualquer outra coisa que ache que combine. Eu já fiz com palmito, com milho e com abobrinha. Use a mesma base e troque a cenoura.


Ingredientes:
2 colheres (sopa) de margarina light
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 xícaras (chá) de leite desnatado
1 gema
2 xícaras (chá) de cenoura pré-cozida picada
sal e pimenta
3 claras
Modo de fazer:
Ligue o forno em temperatura média. Derreta a margarina numa panela. Junte a farinha e mexa bem para não formar grumos. Mexendo sempre, adicione o leite em fio e ferva até engrossar. Retire do fogo, acrescente a gema e mexa bem. Junte a cenoura e tempere com sal e pimenta a gosto. Bata as claras em neve firme e adicione à mistura, mexendo delicadamente. Unte uma fôrma para suflê e despeje a mistura. Asse por 15 minutos e sirva.
Como todo suflê, se você demorar para serví-lo, ele murcha. Então, é bom calcular o tempo de forno com a hora de servir. A receita foi achada num livrinho de receitas light de 15 minutos.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Frango Thai

Tinha um resto de leite de coco sobrando na geladeira e precisava usá-lo com algo salgado, porque não aguentava mais comer doce (tem uma hora que você enjoa!!!). Lembrei de uma receita tailandesa e tentei adaptar com o que tinha em casa.
.
.
2 colheres (sopa) de manteiga
1 cebola picada
1/2 kg de frango em tirinhas ou cubos
1/2 garrafa pequena de leite de coco
sal e pimenta branca a gosto
cebolinha picada
.
Frite a cebola na manteiga, junte o frango e deixe cozinhar. Adicione o leite de coco e espere ferver. Tempere e sirva. Cubra com a cebolinha.
.
Confesso que faltou um pouco mais de sabor oriental... Mas comemos com gosto.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Batatas com Alecrim e Sal Grosso

Essa receita eu tirei daqui. Mais uma inspiração do Rainhas.


Lavei as batatas e cortei-as em 4, porque eram um pouco maiores que as batatas bolinha. Também não tinha socador, então bati um pouco o sal e o alecrim no processador. Coloquei meia colher (sopa) de manteiga, cubri com papel-alumínio e pus no forno por uns 20 minutos.

Tá pronto! Se tiver muito branquinha, é só deixar mais um tempo. Mas pode servir. Fica bom com frango ou carne. Ou com o que o seu paladar quiser.

domingo, 18 de outubro de 2009

Almondêgas no forno e Arroz de Alho com Ervilhas

Quando digo que faço almondêgas no forno, muita gente estranha. A pergunta é sempre a mesma: mas fica bom? Fica ótimo, só não fica igual à frita, é claro. Ela fica mais úmida e menos crocante; sem gordura e mais branquinha; com um o sabor é incrível e bem menos calorias.
E não faço só almôndegas não. Faço também hambúrgueres - apesar de preferí-los no grill -, batatas "fritas" daquelas de pacote e kibe.


Aqui aparecem as almôndegas de frango, com salada de tomate e arroz de alho com ervilhas. Fazer o arroz é bem fácil. Lave bem uma xícara (chá) de arroz. Doure uns 3 dentes de alho numa panela, refogue o arroz, tempere com sal e adicione 2 xícaras (chá) de água. Quando começar a ferver, espalhe por cima do arroz 1/2 xícara (chá) de ervilhas congeladas. As ervilhas se misturam ao arroz (não sei como) e cozinham ali dentro.

É bastante prático para alegrar o arroz nosso de cada dia.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Frango com Iogurte e Cebola

Marido adora esse frango. Faço pra ele! O que não quer dizer, é claro, que não seja uma ótima alternativa para fazer sobrecoxas um pouco diferentes...

4 sobrecoxas de frango limpas
2 colheres (sopa) de azeite
1 cebola em rodelas
2 dentes de alho picados
1 copo de iogurte natural desnatado
sal e pimenta a gosto

Tempere o frango com sal e pimenta. Aqueça o azeite em uma frigideira. Junte o alho e a cebola e refogue até a cebola ficar transparente, sem dourar. Reserve. Na mesma frigideira, doure o frango levemente. Transfira-o para um refratário e espalhe por cima a cebola reservada. Regue o frango com o iogurte e leve para assar em forno médio preaquecido por 40 minutos aproximadamente. Sirva em seguida.

A foto não ficou grande coisa (odeio fotografar à noite!!!), mas o frango sim. Pode experimentar que não se arrependerá. Ah, a receita foi tirada de uma revista de supermercado.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Bolo Embrulhado de Coco

Esse bolo todo mundo já comeu e tem gostinho de infância. Não é difícil de fazer, mas dá um certo trabalhinho embrulhar. Segue a minha receita.

1 xícara (chá) de manteiga (usei margarina light – como se fosse fazer diferença...hahaha...)
1 xícara (chá) de açúcar
4 ovos
1 colher (sobremesa) de fermento em pó
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
½ xícara (chá) de leite
1 lata de leite condensado
½ garrafa (pequena) de leite de coco
100g de coco ralado

Aqueça o forno em temperatura alta. Unte uma assadeira grande e reserve. Bata bem a manteiga, o açúcar, os ovos e o fermento. Adicione a farinha e o leite e bata. Distribua a massa na fôrma e leve para assar por 20 minutos. Deixe esfriar, fure o bolo e corte em quadrados. Numa vasilha, misture o leite condensado e o leite de coco. Embrulhe os pedaços em papel-alumínio e deixe na geladeira por, pelo menos, 1 hora.

Pra facilitar na hora de passar pelo leite e pelo coco, disponho tudo o que preciso em ordem e uso uma das mãos para passar o bolo no leite e outra para passar o bolo no coco e já vou dispondo sobre os pedaços de papel. Depois de todos os pedaços envolvidos, lavo as mãos e venho fechando os embrulhos. É melhor do que melecar a mão de leite e de coco ou do que ter que lavar a mão toda hora.

domingo, 11 de outubro de 2009

Cozinha Nordestina

ADORO A CULINÁRIA NORDESTINA!!!
.
Pronto, desabafei. Sei que é pesado, calórico, pouco nutritivo... mas quem resiste a essas delícias temperadas, saborosas. Pra mim não dá, arraso mesmo!
.
.
O banquete foi grande: acima, baião-de-dois. Pra quem não sabe, isso é arroz, feijão verde, queijo coalho e carne de sol cozidos juntos e temperados com cebola, tomate e coentro. A cara é feia, o gosto é maravilhoso!
.
.
Essa era uma lasanha de macaxeira. Na verdade, uma torta com massa de aipim e recheio de carne moída, gratinada com queijo. Muito, muito boa.
.
.
Aqui, duas iguarias juntas: escondidinho de carne de sol e arroz "à nordestina", ou seja, uma espécie de arroz à grega, mas com carne de sol.
.
.
Marido e eu nos jogamos também nas sobremesas. A Cartola é típica. Trata-se de banana coberta com queijo coalho e uma mistura de açúcar e canela, que é levada ao forno para derreter e se misturar. Como eu não resisto a um chocolate, escolhi a versão "modificada", em que a canela é substituída por chocolate em pó.
.
.
Os bolos são um capítulo à parte... Eles não têm a massa fofinha, a textura parece mais a de um bolo de macaxeira, que adoro! O Souza Leão (a fatia maior) é tradicional do sertão e tem um azedinho no final. O da Moça foi uma grata surpresa: é um misto de bolo e pudim, que, se for servido quentinho, faz uma criatura devorar o prato todinho.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Arroz com Abobrinha e Tomate

Essa receita foi achada em uma revista de supermercado e, em tempos de abobrinha, é sempre repetida aqui em casa. No original, adicionava-se, junto com os tomates, rodelas de linguiça calabresa. Mas, aqui em casa, preferimos a versão vegetariana para acompanhar carne ou frango.
.
.
1 ½ xícara (chá) de caldo de galinha
1 cebola grande bem picada
2/3 xícara (chá) de arroz
3 abobrinhas médias cortadas em rodelas
2 colheres (sopa) de azeite
1 dente de alho picado
1 pitada de canela em pó
4 tomates picados
Sal a gosto
.
Num pirex, misture o caldo de galinha, a cebola picada, o arroz, a abobrinha, o azeite, o alho picado e a canela em pó. Cubra e leve ao microondas em potência alta por 8 minutos. Retire do forno e misture bem. Junte o tomate e o sal, cubra novamente e cozinha na mesma potência por mais 20 minutos ou até que o arroz fique cozido e líquido seja totalmente absorvido. Sirva em seguida.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Fetuccine à Carbonara

A base (e inspiração) desta receita vieram do ovo. Na verdade, o motivo foi o preço do ovo no supermercado aqui perto de casa: 99 centavos a dúzia. Logo, tudo agora é com ovo!
.
.
Fiz assim: Fervi a água e coloquei meio pacote do macarrão para cozinhar com sal e óleo. Enquanto isso (na sala de justiça, hehehehe...), fritei uns 200g de bacon na própria gordura, que escorri imediatamente depois de eles estarem dourados e crocantes. Juntei, então, uma caixinha de creme de leite, meia xícara (chá) de água e meio tablete de caldo de carne. Deixei fervendo enquanto batia rapidamente 3 ovos e picava um punhado de salsinha. Desliguei o fogo e adicionei ao molho os ovos, a salsinha e uma pitada de pimenta-do-reino. Mexi rapidamente e voltei ao fogo só para o ovo cozinhar um pouco. Aí, foi só escorrer o macarrão, que, a esta altura, já estava pronto e incorporá-lo ao molho. Para servir, bastante queijo ralado.
.
Ele tem uma cara meio estranha pra quem não gosta de macarrão misturado, mas, acredite, o ovo fica cremoso e dá um sabor todo especial ao prato. É dos melhores!
.
Ah, a receita foi encontrada no livro "Pizzas e Massas - Segredos da Boa Cozinha".

domingo, 4 de outubro de 2009

Feijão Tropeiro

Tava com saudade de uma comidinha mineira e querendo estrear meu livro novo: Cozinha Regional Brasileira - Minas Gerais, de onde a receita foi tirada.
.
.
Ingredientes:
.

200g de feijão roxinho cozido (usei o vermelho)
100g de bacon em cubinhos
2 ovos
1 dente de alho picado
1/2 cebola média picada
100g de farinha de mandioca
sal e pimenta
salsa e cebolinha picadas
.

Em uma panela, frite o bacon, retire e reserve o bacon e a gordura separadamente. Na mesma panela, frite os ovos, retire e reserve. Recoloque 1 colher da gordura do bacon na panela e doure aí a cebola e o alho. Refoque o feijão por cerca de 5 minutos e acrescente a farinha de mandioca aos poucos. Apague o fogo, tempere com sal e pimenta e misture os ovos, o bacon, a salsa e a cebolinha. Sirva com arroz e couve refogada.

Valeu a pena o esforço, pois ficou realmente deliciosa...

sábado, 3 de outubro de 2009

Créditos

Só hoje me dei conta de que não tenho dado os devidos créditos das receitas para os seus "donos".
Essa é uma falha gravíssima e passo a corrigí-la agora:
* O creme de limão e nozes é do site Cozinha Nestlé
* O salpicão de forno é do livro A Grande Cozinha de Cláudia
* A goiabada com catupiry é idéia de uma pizzaria em Teresópolis, acho que o nome é Manjericão...
* O pavê de chocolate é de um livrinho de receitas da revista Dieta Já!
* O creme catalão é receita do Celidônio
* O chilli com carne vem do livro Cozinha das Américas
* A torta de ovos e frango também vem do livrinho da Dieta Já!
* O creme de couve-flor é d'A Grande Cozinha de Cláudia
E a ricota aqui debaixo, como já disse, achei no Rainhas.
A partir de agora, colocarei sempre os créditos, pode deixar!

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Ricota Frita com Salada de Tomates e Manjericão

Tinha visto essa receita num livro do Jamie Oliver, mas não o comprei e depois não me lembrava da receita. Eis que o Rainhas do Lar me salvou: a receita estava lá.
.
.
Como fazer:

1 ricota fresca (usei uma que estava envelhecendo na geladeira, devia ter ainda uns 300g)
1 1/2 colher (sopa) de farinha de trigo
1 ovo batido
sal e pimenta
2 tomates maduros sem sementes
folhas de manjericão
azeite

Esfarele a ricota com o garfo e misture os outros ingredientes. Leve a geladeira por uns 30 minutos para endurecer a massa. Enquanto isso, prepare a salada picando os tomates em pedaços grandes e temperando-os com sal. Espalhe por cima o manjericão. Coloque uma frigideira antiaderente no fogo e regue com um fio de azeite. Molde os bolinhos com duas colheres (ou com a mão, dependendo do tamanho que você quer para o seu bolinho) e coloque na frigideira quente. Quando estiver bem tostado de um lado, vire e toste o outro. Está pronto. Agora é só regar todo o prato com bastante azeite e aproveitar.

Ah, o Jamie Oliver é mesmo o máximo!